É provável que vítimas de ransomware paguem o resgate

 

Apesar de peritos em segurança cibernética por todo o mundo (incluindo peritos do FBI) estarem a dizer que as vítimas de ransomware não devem pagar o resgate, estatísticas de 2016 revelam que 48% de negócios que foram atingidos por um ransomware pagaram o resgate. A quantia de dinheiro paga como resgate é chocante: o pagamento médio foi de $2,500 e 7% dos negócios que participaram no estudo revelaram que pagaram mais de $10,000.

Falando de negócios, os ataques de ransomware normalmente são resultados de apenas um funcionário que fez algo de errado e infetou toda a rede de computadores localizada na empresa. Isso significa que um erro de uma pessoa pode custar bastante dinheiro ao seu negócio. Pode dizer que educar os funcionários sobre ameaças de segurança cibernética é agora essencial.

Esta pesquisa recente incluiu 618 respostas, na sua maioria – subcontratados de TI, gestores e donos de negócios. Infelizmente, apenas uma pequena parte dos respondentes foram capazes de dizer que estão confiantes na segurança de TI e que os ataques de ransomware não são motivo de preocupação. 2016 foi um ano duro em termos de ataques de ransomware e é esperado que 2017 vá ser ainda pior.

Uma media de uma ou mais infeções ransomware fica por detetar por mês e são capazes de atravessar os IPS e/ou sistemas AV das suas organizações, de acordo com 44 porcento dos respondentes.

A maioria das vítimas experienciou ataques de ransomwares crípticos e de bloqueio, 80% e 20% respetivamente. Mais ainda, a maioria deles reparou que lhes foi dado um tempo limite para pagar o resgate. É um truque espero de criminosos cibernéticos forçar as vítimas sem pensar noutras alternativas.

E o pagamento do resgate e/ou perda de informação nem é a pior parte de ser atingido por um ransomware como um negócio. O tempo de baixa dos websites e acesso negado à operação do negócio pode custar muito mais que o resgate em si.

Um outro problema é a recusa em reportar ataques de ransomware. As vítimas de ransomware normalmente pensam que este crime não é muito importante e portanto não há necessidade de o reportar à polícia ou têm medo de ataques repetidos. Ainda assim, todos os ataques de ransomware devem ser reportados, independentemente de ser um utilizador pessoal ou representante de um negócio.

A derradeira maneira de proteger o seu sistema de um ransomware é ter um backup completo de toda a informação e todos os sistemas numa unidade de armazenamento externo. 52% dos respondentes que se recusaram a pagar o resgate tinham um backup ativo e foram capazes de restaurar o sistema.

Fonte: threatpost.com

 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *